Geral Saúde

O CAPIM MILAGROSO – CURA INFLAMAÇÕES, ELIMINA FUNGOS E ATÉ COMBATE A DEPRESSÃO

A citronela é rica em propriedades anti-inflamatórias e funciona como antidepressivo.

Apesar de ser originada na Ásia, a citronela se encontra facilmente no Brasil.

Tem mais: países tropicais (como o Brasil) são mais propensos a sofrer com mosquitos.

E, para fugir dos problemas que esses bichinhos causam, podemos contar com a citronela.

Portanto, se você precisa de um repelente natural, já sabe onde encontrar.

Com essa planta, podemos evitar epidemias de dengue, chicungunha e zika, por exemplo.
Um estudo, publicado pelo International Journal of Advanced Research apontou algumas evidências em relação aos benefícios da citronela para a saúde.

A pesquisa teve como objetivo inicial confirmar a eficácia da planta, de aroma cítrico-adocicado, como repelente natural.

No entanto, os cientistas acabaram descobrindo muitas outras vantagens oferecidas pela planta, como:

– Combate bactérias

Componentes como o metil-isoeugenol e alguns outros encontrados no óleo da citronela inibem o crescimento bacteriano no corpo.

É por isso que ela é indicada para tratamentos de infecções.

– Combate depressão

A citronela é uma forte aliada em tratamento alternativo contra depressão.

E não é só isso! Ela também alivia ansiedade, tristeza e sentimentos negativos.

Isso porque as propriedades antidepressivas atuam sobre os neurotransmissores, induzindo a um sentimento de alívio, felicidade e esperança.

– Combate infecções

As propriedades antissépticas da citronela podem combater infecções em feridas, sendo útil principalmente para a assepsia de cortes e lesões na pele.

– Alivia espasmos dos músculos

E tem mais!

A citronela combate dificuldades respiratórias, além de estimular o sistema nervoso.

Quem sofre com cólicas também pode contar com essa plantinha curativa.

– Trata inflamação

Inflamações causadas por efeitos colaterais por uso de drogas ilícitas, álcool ou alimentos de difícil digestão e/ou picantes podem ser tratadas com a planta.

Isso porque ela é capaz de aliviar os efeitos de intoxicação por elementos externos ao organismo.

– Combate mau odor

O aroma de limão indica que a citronela é rica em citrino, o que a torna capaz de eliminar o odor corporal desagradável.

– Combate a febre

A citronela também estimula a transpiração corporal.

Essa propriedade, somada aos efeitos anti-inflamatórios e antibacterianos, fazem da planta uma alternativa caseira para eliminar a febre.

– Acaba com fungos

A planta também tem capacidade de inibir o crescimento fúngico.

Em forma de óleo, costuma ser usada para combater infecções fúngicas na região da orelha, nariz e garganta.

No entanto, também pode ser usada em outras partes do corpo e ainda ajuda a curar a disenteria.

citronela

– Repele insetos

Esta é uma das propriedades mais conhecidas desta plantinha.

Segundo os estudos, o óleo essencial de citronela é capaz de matar e manter afastados os insetos.

A citronela mostrou-se particularmente eficaz contra o mosquito Aedes aegypti, cuja picada causa a temida dengue, chicungunha, febre amarela e zika.

A citronela também é eficaz contra piolhos e pulgas.

Normalmente encontra-se a citronela em lojas de produtos naturais.

Apesar de tantas vantagens, jamais devemos ingerir o óleo da planta sem consultar um médico ou terapeuta naturalista.

As formas mais seguras de aproveitar as propriedades é por:

1. Inalação

Seja através de gotas diluídas na água quente, na inalação direta, através de vaporizador ou difusor.

Os estudos clínicos indicam que o contato do olfato com a essência de citronela já ativa no organismo os efeitos curativos da planta.

2. Massagem

A fricção da pele faz com que o óleo penetre bem na derme, fazendo com que suas propriedades sejam absorvidas pelo organismo.

3. Banho

Seja numa banheira ou apenas colocando o pé de molho, é certo que a diluição do óleo de citronela em água morna nos ajuda a absorver bem os benefícios da planta.

Este é um blog de notícias sobre tratamentos caseiros. Ele não substitui um especialista. Consulte sempre seu médico.

Comentário

Deixe um recado